REFLEXÃO

 Imagem retirada de: Missão kerigma

Que você consiga uma casa maior, mas que quase todos os cômodos fiquem vazios por sua família estar unida ao redor de uma única mesa.

Que você compre o carro dos seus sonhos, e descubra que ele pode ficar parado na garagem enquanto você caminha de mãos dadas por um parque.

Que você realize o desejo de comprar uma TV enorme, 3D, com home theater, mas que ela permaneça desligada durante o jantar, para que você possa ouvir como foi maravilhoso o dia da sua família.

Que sua conta bancária esteja satisfatoriamente recheada, mas sobretudo, que você tenha em seu bolso um ou dois reais para comprar algodão doce e saboreá-lo sujando os dedos.

Que você tenha um excelente plano de saúde, mas que se esqueça que ele existe por não precisar usá-lo.

Que você jante em badalados restaurantes para descobrir que a maior chef que existe, cozinha todos os dias dentro da sua casa.

Que sua internet trafegue em altíssima velocidade, mas que sua melhor rede seja aquela pendurada entre duas árvores, onde você possa ouvir os pássaros cantarem.

Que você tenha um smartphone de última geração, mas que não precise usá-lo para dizer às pessoas mais importantes da sua vida o quanto elas são especiais.

Que você tenha um tablet, mas que use mais as pontas dos seus dedos para fazer cafunés do que para mandar e-mails.

Que você possa comprar boas roupas, bolsas e relógios, mas que sua verdadeira marca seja a "inspiração" deixada pelos lugares por onde passará.

E que assim, conquistando tudo o que você sempre quis, você descubra que mais importante do que aquilo que você tem, é o que você faz com tudo o que conquistou.


Por: Luana Raposo 

FELIZ NATAL

Imagem retirada de: Essa vida

“Um menino nos nasceu; Um Filho se nos deu e o governo está sobre os seus ombros, e seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da Eternidade e Príncipe da Paz.” (Isaías 9.6)

“E nós temos visto, e testificamos que o Pai enviou seu Filho como Salvador do mundo.” (I João 4.14)

Desejamos que as bênçãos do Senhor se faça presente na sua vida e de sua família!

O grupo Salumiel deseja um Feliz natal a todos! 

O VERDADEIRO SENTIDO DO NATAL

Imagem retirada de: 
Cristo nasceu...

Sabe-se que o nascimento de Cristo não ocorreu em 25 de dezembro. Entretanto não nos concentraremos neste detalhe, mas somente na razão exata pela qual Ele veio ao mundo.

Por ocasião do nascimento de Jesus um anjo deixou uma mensagem especial aos pastores de Belém, uma mensagem de interesse universal: Em Lucas 2.10 lemos assim: “Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor.”

O que ocorreu foi que Deus se tornou homem e habitou entre nós! Mas porque isso tinha que acontecer? A Bíblia Sagrada enfatiza a necessidade de um Salvador para o mundo. Deus nos fez uma promessa em Adão e Eva por ocasião da queda. Uma promessa de redenção cujo cumprimento anularia todos os efeitos negativos do pecado sobre a humanidade. O cumprimento dessa promessa é importante para todos nós. Pela queda passamos a andar no caminho da ilusão, do engano e do erro. Em Jesus Cristo somos trazidos de volta ao caminho da verdade que conduz à vida.

Nesta época do ano muito se fala no nascimento físico de Jesus, mas o mais importante é que ele veio mesmo foi para habitar espiritualmente em cada um de nós. Ele mesmo declarou: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.” (João 14.23)

Significado do Natal: Cristo em nós.

Quem nunca se perguntou por que nascemos ou, porque viemos ao mundo? Se Deus permitiu a nossa existência é porque Ele tem um propósito especial para nossas vidas. Obviamente a nossa existência só terá um sentido real e completo quando conhecemos a Cristo, quando temos um relacionamento com Ele, isto é, quando permitimos que Ele seja o Senhor de nossa vida. Essa é a única forma de termos a luz de Cristo para iluminar o nosso caminho. Em João 1.9 lemos assim: “Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo.” (João 1.9) Este é o inicio para compreendermos o plano de Deus para nossa vida.

O amor de Deus. A vinda de Cristo ao mundo é a melhor de todas as notícias, é a expressão máxima do amor de Deus por este mundo perdido. Em 1 João 4.9 lemos: “Nisto se manifesta o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos.”

Embora a morte espiritual tenha entrado no mundo através de Adão e Eva, a fonte da vida eterna já estava a caminho. Deus jamais esqueceria de cumprir sua promessa porque Ele é fiel. Então podemos dizer que o nascimento de Jesus é o maior presente que já recebemos de Deus. Em João 3.16 lemos assim: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

O significado do Natal: A  fidelidade de Deus

Em Números 23.19 lemos assim: “Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?” Deus havia prometido enviar um Salvador para a humanidade, e assim Cristo foi enviado ao mundo como a nossa única esperança de salvação. Em Tito 1.2 lemos assim: “Esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos dos séculos.”

Imagem de natal: Ele veio ao mundo no tempo exato! “Mas, vindo à plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei.” (Gálatas 4.4)

O local de seu nascimento: Sabemos que foi em Belém da antiga Judeia. Em Mateus 2.6 está escrito: “E tu, Belém, terra de Judá, de modo nenhum és a menor entre as capitais de Judá; porque de ti sairá o guia que há de apascentar o meu povo de Israel.”

A natureza de seu nascimento: O profeta Isaías recebeu esta revelação de Deus: “Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel.” (Isaías 7.14); Um anjo disse a Maria: “Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; por isso também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus.” (Lucas 1.35) Sua humildade incomparável: “Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos.” (Marcos 10.45); “E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.” (Filipenses 2. 8)

Seu ministério (em resumo): “Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele.” (Atos 10.38);

“E foi-lhe dado o livro do profeta Isaías; e, quando abriu o livro, achou o lugar em que estava escrito: O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados do coração, a pregar liberdade aos cativos, E dar vista aos cegos, pôr em liberdade os oprimidos, há anunciar o ano aceitável do Senhor.” (Lucas 4.17-19)

Imagem de Jesus entre seus discípulos: Natal é, portanto, reconhecer o que Deus fez por nós, como Ele providenciou em Cristo o resgate de nossas almas do poder do pecado e da morte espiritual. Sua presença é a nossa maior necessidade. Ele disse: “Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede.” (João 6.35); “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” (Apocalipse 3.20 )

A vontade de Deus é a nossa salvação. Mas será que compreendemos o verdadeiro sentido da vinda de Cristo ao mundo? Será que o mundo entende assim? Como Deus vê a maneira que muitos celebram o nascimento do Salvador do mundo? Paulo escreveu assim aos efésios: “Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito; falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração.” (Efésios 5.17-19)

O natal lembra o maior presente que já recebemos nesta vida: a salvação em Cristo! Você já tomou posse desta bênção?

Fonte: Blog do semeador

Por: Luana Raposo

UM PRESENTE PARA JESUS

Imagem retirada de: Pensamentos lucena

Graça e paz, pessoal! Chegamos ao fim de 2014. A época agora é de expectativa por um próximo ano melhor. Antes de ele dar as caras, temos algo que conversar.

O Natal se aproxima. As pessoas são tomadas pelo sentimento de festejar uma data que une as mais diferentes culturas com o mesmo objetivo. Compras frenéticas, decoração de casas e cidades, preparação de ceias, programações especiais nas igrejas e nos meios de comunicação, troca de presentes… Realmente é um período especial para todos.

Alguns, por certa distração, esquecem que essa comemoração tem como fundamento o nascimento d’Aquele que trouxe salvação à humanidade, nosso Senhor Jesus Cristo.

É de conhecimento de parte de nós que a data de 25 de dezembro não tem qualquer vínculo com o real dia de nascimento de Jesus. Na verdade, é uma data convencionada ao longo dos séculos para a festa, já que não se encontrou ainda nenhum registro histórico efetivo do dia e horário de nascimento de nosso Senhor.

Independente disso, o que significa o Natal para você? Qual o valor que essa comemoração tem em seu coração? Que tipo de sentimento é trazido à sua mente por ocasião desse dia?

É muito simples dizer que Jesus nasceu em algum dia há mais de 2014 anos atrás para justificar a folga das atividades corriqueiras motivada por uma festa da família. Mas, mesmo fazendo parte de nossa cultura, será que o Natal já aconteceu em você?

Não questiono se você já comemorou algum ano de sua vida esta data, pois provavelmente já o fez. Quero saber se Cristo já nasceu em sua vida, se Ele habita em seu coração.

“Todos nós temos Deus no coração”. “Jesus também me ama, mesmo eu sendo pecador (a)”. Sim. Não há dúvida nisto. Porém, para que haja sentido real nessas afirmações, é muito importante tomar algumas precauções.

Do que nos vale afirmar que comemoramos o nascimento de Jesus se o nosso caminhar estiver longe d’Ele próprio? Do que nos adianta “vestir a camisa” de cristãos se não estamos dispostos a carregar nossa cruz diariamente? Para que dizer que estamos ligados à Videira se nos negamos a dar bons frutos?

Deixo aqui o convite para que neste final de ano você tenha oportunidade de permitir que o aniversariante mais ilustre de todos os tempos venha ganhar mais um presente: o seu coração como morada para Ele.

Até semana que vem, em nome de Jesus. Abração!

Autor: Diego Cesar

O QUE TEMOS PARA O NATAL?

Fonte da imagem: http://www.portalfiel.com.br/

Afinal, o que temos para o Natal?

Há umas 2 semanas, eu estava no centro da minha cidade com meu pai e lá presenciamos uma parte do grande desespero que assola essa época do ano. O Natal tornou-se um grande espetáculo de gastos e comilanças.

Vejo pessoas pensando em presentes para a família toda (mesmo sem ter dinheiro para isso!); Gastam o que não têm e entram no ano seguinte cheias de dívidas.

Seria esse o verdadeiro sentido do Natal? Nós cristãos sabemos que não. Embora essa ‘festa’ não seja relatada na bíblia, sabemos que esse momento do ano traz à nossa memória o nascimento do nosso Salvador. Esse sim é o nosso maior presente.

Vejamos o que temos para o Natal:

“O povo que caminhava em trevas viu uma grande luz; sobre os que viviam na terra da sombra da morte raiou uma luz. Fizeste crescer a nação e aumentaste a sua alegria; eles se alegram diante de ti como os que se regozijam na colheita, como os que exultam quando dividem os bens tomados na batalha. Pois, tu destruíste o jugo que os oprimia, a canga que estava sobre os seus ombros, e a vara de castigo do seu opressor, como no dia da derrota de Midiã. Pois, toda bota de guerreiro usada em combate e toda veste revolvida em sangue serão queimadas, como lenha no fogo. Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi dado, e o governo está sobre os seus ombros. E ele será chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz. Ele estenderá o seu domínio, e haverá paz sem fim sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, estabelecido e mantido com justiça e retidão, desde agora e para sempre. O zelo do Senhor dos Exércitos fará isso.” (Isaías 9.2-7)

Esse é o nosso motivo de comemoração! Esse é o presente que devemos ‘dar’ àqueles que amamos! Essa é a nossa Luz!

Estávamos em trevas, mas a graça brilhou sobre nós. Tínhamos um fardo pesado para carregar, Ele nos aliviou. Hoje podemos contar com um Maravilhoso Conselheiro, podemos confiar em um Deus Poderoso, podemos descansar em nosso Pai Eterno, e podemos ter a paz que excede todo o entendimento humano.

Isso já não nos é suficiente?

Fiz uma listinha de presentes para distribuir neste Natal:

A Deus: gratidão.

Às pessoas com quem convivo: atenção e carinho.

Aos familiares: a boa notícia (evangelho).

Às pessoas que encontro pelo caminho: luz.

Ao meu dinheiro: economia.

À minha saúde: cuidado.

A listinha ainda está pequena, mas, com certeza, está nas minhas prioridades.

O que quero dizer com tudo isso?

Que não devemos gastar o que não temos, não devemos comer o que não aguentamos… Enfim, que devemos ser sábios!

Queremos ter um bom Natal? Então, sobretudo, agradeçamos a Deus pelo ‘menino que nasceu’ para nos salvar. Agradeçamos a Deus por sua graça, bondade e misericórdia. Além disso, ‘divulguemos’ a boa notícia que é o evangelho de Cristo, esse é o melhor presente que podemos oferecer, é isso que temos para o Natal.

Portanto, esse momento de grande comoção e solidariedade não deve ocorrer apenas uma vez por ano. O evangelho é para todos os dias. o amor ao próximo é para o nosso cotidiano. E, também, a boa notícia do nascimento do nosso Salvador deve ser compartilhada em tempo e fora de tempo.

Tenham uma ótima semana! E um Natal feliz, cheio da verdadeira Luz! :)

Com carinho,

Tathi

A PAZ QUE EXCEDE TODO ENTENDIMENTO

Imagem retirada de Google.com

Olá meus irmãos em Cristo! Essa semana, tive uma oportunidade não muito agradável de ir a um velório.  Era de uma senhora idosa, muito querida pelos familiares e nós amigos. Quando fiquei sabendo do falecimento dela,  logo pensei  nesta passagem bíblica:

Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete, porque naquela está o fim de todos os homens, e os vivos o aplicam ao seu coração. Eclesiastes 7.2

Então fiquei pensando “Porque será que é melhor ir à um velório, do que em uma festa?” Tive minha resposta assim que cheguei lá. Pensei que iria encontrar a família em prantos, mas eles estavam simplesmente em paz. E se ouvia os comentários “Eles estão assim, porque são cristãos e sabem que ela está com Deus agora”.

E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus. Filipenses 4.7

Um dos privilégios de ser Cristão, é poder ter essa paz que excede todo entendimento. Mas, não é a paz que você se desliga do mundo e vai para um lugar sossegado, mas, é quando passamos por momentos difíceis e podemos sentir o consolo de Deus, você fica em paz, simplesmente porque sente a presença de Deus te consolando naquele momento. Essa é a paz que excede todo entendimento. É ali, que vemos o quanto Deus cuida de nós, percebemos sua presença nos abraçando, consolando e, o melhor disso tudo, é saber que no final, tudo vai ficar bem. Pois é isso que a palavra de Deus nos garante:

O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã. Salmos 30.12 b

Naquele velório, num momento tão triste, aquela família de Cristãos recebeu a paz que excede todo entendimento. Eles experimentaram o consolo que somente Deus e nenhum outro dará!

Deus sabe o porquê de cada luta e cada situação ruim que vivemos. Ele nunca prometeu que não passaríamos por isso, mas prometeu que estaria conosco até a consumação do século!

Bem aventurado aquele que passa pelo vale de mãos dadas com Deus. Não grato pelo vale, mas pelas mãos que não se soltam nunca mais” Bianca Toledo.

Que possamos ver Deus em cada momento de nossas vidas, principalmente nos ruins. E que possamos ter a certeza de que Ele sabe e está no controle de tudo!

Que a paz que excede todo entendimento esteja sempre com você!

No amor de Cristo.

TRÊS PASSOS PARA IR APÓS JESUS

Imagem tirada de: Google.com

Uma das coisas que estamos vendo muito no corpo de Cristo nos dias de hoje, são pessoas se intitulando Cristãs, mas não seguem a Cristo como deveriam seguir. São apenas seguidores de uma religião.

O que na verdade seria ser cristão?

Ser cristão é seguir os mesmos passos de Jesus, andar pelo caminho que Ele andou, pensar nas coisas que Ele pensava, fazer o que Ele fazia e, principalmente: amar as pessoas como Ele amava. Ser cristão, é ser um “mini Cristo”, é diminuir para que Ele possa crescer.

Mas como tomar realmente esse chamado “Cristão”?

“Então, Jesus disse aos seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me.” Mateus 16.24.

Aqui vemos três instruções dadas pelo próprio Cristo, para quem quer realmente ser um Cristão:

A si mesmo se negue:  podemos ver muitas pessoas hoje, se intitulando cristãs, mas não deixando a vida que tinham. Querem render-se aos prazeres do mundo, a suas próprias vontades, não querem negar a si mesmas. Dizem-se “cristãs”, mas continuam vivendo uma vida normal, nos padrões desse mundo. Ou Jesus é tudo na nossa vida, ou Ele não será nada. Ou nos entregamos totalmente a Ele, ou não damos nada. Com Cristo não existe meio termo. Ou aceitamos o chamado dEle e largamos TUDO, ou O rejeitamos e continuamos a viver no mundo.

Tome a sua Cruz: Jesus, para se tornar ser humano como nós, se despiu de toda sua glória, majestade e poder. Abriu mão de tudo o que tinha e era. Veio a terra como eu e você. Muitas pessoas se dizem carregar sua cruz, apenas porque carregam um monte de problemas nas costas, ou carregam um fardo pesado demais, no qual Deus não deu. Mas hoje, queria dizer a você que: Seu marido autoritário, seus filhos bagunceiros, seus pais irritantes, seus professores chatos, seu trabalho que você não suporta, Não são a sua cruz. Tomar a sua cruz, é abrir mão dos seus direitos por amor ao próximo, é alguém ferir-lhe a face, e você dar a outra. É alguém te pedir a túnica, e você dar também a capa. É andar a segunda milha. É dar a quem te pede, sem esperar nada em troca. É amar e orar pelos seus inimigos. Resumindo: É fazer tudo o que Cristo faria.

Siga-me: finalmente, você pode seguir a Jesus. Esse chamado “Seguir Jesus” se refere a comprometimento. Mais uma vez eu digo: Ou negamos a nós mesmos, ou negamos a Ele. Ou seguimos nosso próprio caminho, ou seguimos a Ele. Comprometimento definitivamente limita escolhas, porque é exclusivo. Comprometimento constrói e desenvolve caráter. É uma disciplina Espiritual, um projeto de vida que requer tempo, trabalho e determinação. Seguir Jesus não é uma tarefa fácil, mas certamente é o melhor caminho a seguir.

Termino com essa palavra: “Porque nós que vivemos, somos sempre entregues à morte por causa de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste em nossa carne mortal.” 2 Coríntios 4.11

“Por isso, não desanimamos; pelo contrário, mesmo que nosso homem exterior se corrompa, contudo, o nosso homem interior se renova de dia em dia. Porque nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eternos peso de glória, acima de toda comparação. Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que não se veem; porque as que se veem são temporais, e as que não se veem são eternas.” 2 Coríntios 2.16-17.

No amor de Cristo!

VAMOS ORAR?


Oi gente, tudo bem/ eu estou “viciada” no livro ‘Manual de doutrinas cristãs – Wayne Grudem’, por isso vou compartilhar com vocês mais um pequeno resumo de um trabalho que estou fazendo deste material. Hoje estudaremos um poço sobre a oração. Boa leitura!!!

A oração é a nossa comunicação pessoal com Deus. Ela não foi instituída para que Deus descobrisse nossas necessidades. Deus quer que oremos porque a oração expressa nossa confiança nele e é um meio pelo qual nossa confiança nele pode aumentar, e nossa atitude de dependência é a forma mais apropriada para expressar o relacionamento entre o Criador e a criatura.

A segunda razão de que devemos orar é que Deus quer que o amemos e tenhamos comunhão com Ele.

A terceira razão pela qual devemos orar é que na oração Deus permite que nós, como criaturas, fiquemos envolvidos e atividades que são eternamente importantes, nos envolvendo de modo significativo no avanço do Reino.

A quarta razão é que na oração, damos glórias a Deus.

Nós oramos e Deus responde. Quando o povo de Deus orar, com humildade e arrependimento, Ele ouvirá e nos perdoará. As orações do pode de Deus claramente  o modo de como Deus age.

Porque somos pecaminosos e Deus é Santo, não temos direito de, por nós mesmos, entrar na presença de Deus. Precisamos de um mediador para estar entre nós e Deus e para colocarmos e Sua presença. Em nenhum lugar nas Escrituras vemos o Senhor dizer que ouviria as orações de ímpio. Ele pode ás vezes por sua infinita misericórdia responder as orações feitas por um ímpio, podendo ter como propósito traze-los à salvação por meio de Cristo.

No A.T. eram aceitos por Deus e suas orações eram ouvidas por meio do sistema de sacrifícios, somente como base na futura de Cristo representada em sombras por aquele sistema.

Agora que Cristo morreu por nós, como nosso Sumo Sacerdote mediador (Hb 7.26-27), ele ganhou por nós intrepidez e acesso à verdadeira presença de Deus, isto é, no Santo Lugar e no Santo dos Santos, a verdadeira presença do próprio Deus. A obra de mediação de Cristo dá-nos confiança para aproximar-nos de Deus em oração.

Devemos “orar em nome de Jesus” (Jo14.13-14, Jo 15.16, Jo 16.23-24). Em um sentido mais amplo, o nome de uma pessoa no mundo antigo representava a própria pessoa e, portanto, tudo de seu caráter. Orar em nome de Jesus não é somente orar em sua autoridade, mas também orar de modo que seja condizente com eu caráter, que verdadeiramente o represente e reflita a sua natureza santa.
Embora haja um padrão claro de oração diretamente dirigida ao Pai por intermédio do Filho, há outras indicações de que a oração dirigida diretamente a Jesus Cisto também é apropriada.

Também, não há nada que proíba uma oração dirigida ao Espírito Santo, porque Ele é semelhante ao Pai e ao Filho, e, portanto, é digno  de oração e poderoso para responder as nossas orações.

[continua no próximo Domingo]

DEUS AMOU O MUNDO DE TAL MANEIRA

http://slideplayer.com.br
“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3.16)

Tu podes não me conhecer, porém eu sei tudo sobre ti... (Salmos 139.1)

Eu sei quando tu te deitas e quando te levantas... (Salmos 139.2)

Eu conheço todos os teus caminhos... (Salmos 139.3)

Tu foste feito à minha imagem... (Gênesis 1.27)

Eu já te conhecia bem antes de tua concepção... (Jeremias 1.4-5)

E te escolhi ainda quando planejava a criação... (Efésios 1.11-12)

Eu determinei a hora exata de teu nascimento e onde deverias viver... (Atos 17.26)

E é meu desejo gastar meu amor em ti, simplesmente porque és meu filho, e eu, o teu Pai... (1 João 3.1)

Pois sou eu, o Pai perfeito... (Mateus 5.48)

Cada bom presente que recebes vem de minhas mãos... (Tiago 1.17)

Pois sou aquele que provê e supre todas as tuas necessidades... (Mateus 6.31-33)

Meu plano para teu futuro foi, desde sempre, preenchido com esperança... (Jeremias 29.11)

Pois eu te amo com todo eterno amor... (Jeremias 31.3)

Eu nunca irei parar de te fazer o bem... (Jeremias 32.40)

Eu desejo te estabelecer com todo meu coração e toda minha alma... (Jeremias 32.41)

E desejo te mostrar coisas grandes e maravilhosas... (Jeremias 33.3)

Se me procurares com todo o teu coração, me encontrarás... (Deuteronômio 4.29)

Alegra-te em mim e eu te darei todos os desejos de teu coração... (Salmos 37.4)

Pois sou eu quem te coloco estes desejos... (Filipenses 2.13)

E sou capaz de fazer mais por ti do que jamais poderia imaginar... (Efésios 3.20)

Eu sou o Pai que te conforta em todos teus problemas... (2 Coríntios 1.3-4)

Quando estás quebrantado, eu estou próximo de ti... (Salmos 34.18)

Como um pastor que leva um cordeiro, eu te tenho carregado junto ao coração... (Isaías 40.11)

Um dia irei secar cada lágrima de teus olhos e afastar de ti toda a dor que tenhas sofrido nesta terra... (Apocalipse 21.3-4)

Se receberes o presente de meu filho Jesus, recebes-me a mim... (1 João 2.23)

Então, nada irá te separar de meu amor novamente... (Romanos 8.38-39)

Com amor, do Teu Pai, Deus todo poderoso.

A CORRIDA DE SAPOS

Imagem retirada de: Sementinhas Kids

Era uma vez uma corrida de sapos. O objetivo era alcançar o topo de uma grande torre. Havia no local uma grande multidão. Muitas pessoas a vibrar e gritar para eles. Então começou a competição. Mas a multidão não acreditou que eles poderiam chegar ao topo daquela torre, o que mais se ouviu:

- Muito ruim!! Estes sapos não vão conseguir... Eles não vão conseguir...

Os sapos começaram a se retirar. Mas havia um que persistia e continuou a subir a grande torre. A multidão continuava a gritar:

- Muito ruim!! Você não vai conseguir...

E mais sapos foram desistindo, exceto aquele sapo que passou tranquilamente. Desde que atingiu a final da competição todos desistiram, exceto aquele sapo. Ele alcançou o topo com todo o seu esforço. Os outros queriam saber o que tinha acontecido. Um sapo foi para perguntar como ele tinha conseguido completar o teste. Eles descobriram que o sapinho era surdo!

Não deixe que as pessoas com hábitos terríveis te atrapalhar, não deixe que as palavras negativas das pessoas interfira na sua vida. Mantenha a melhor e mais sábia esperança em seu coração! Lembre-se sempre do poder das palavras que você ouve!

Moral: Seja sempre SURDO quando as pessoas dizem que você não pode fazer qualquer sonho.

Autor Desconhecido