PROJETOS

Imagem retirada de: Rock e humor

“Buscai, assim, em primeiro lugar, o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6.33)

É natural que nós, seres humanos, sejamos cheios de sonhos, planos e objetivos. Temos um desejo ardente de obter vitórias; então fazemos projetos e buscamos cumprir cada meta para alcançá-los.

É legal fazer planos para o próximo ano. Fazemos promessas e traçamos metas que queremos cumprir até o findar do ano. Porém para que se concretizem, é necessário nos esforçarmos para que tudo aquilo que almejamos aconteça.

Apesar de todos nós querermos bençãos materiais, nosso maior sonho, nossa maior prioridade no ano que vem e em todos os dias da nossa vida deve ser em primeiro lugar estar no centro da vontade de Deus e lutar para que todos os dias sejamos cheios do Espírito Santo, andando sempre em Sua direção, no seu caminho, segundo a Sua perfeita vontade.

Colocar Deus em primeiro lugar é à base de tantos sonhos que temos. Isso nos dá forças para nos esforçar, lutar, correr atrás de tudo aquilo que desejamos.

Os desejos de mudanças, de melhoras, não devem ser expectativas somente no dia 01 de Janeiro de 2014, mas devemos almejar por mudanças todos os dias e lutar para conseguir isso. Se você tem expectativas para ano que vem, não espere dar 00h00min do primeiro do ano, comece hoje a lutar para alcançar seus objetivos. 

Somos nós quem determinamos quem vamos ser, como vamos agir, nós fazemos as nossas escolhas, mas devemos estar cientes que as nossas atitudes irão concretizar isso. Tudo aquilo que plantarmos, vamos colher. Então, que nós possamos plantar muitas coisas boas.

Aquilo que sonhamos não chega nem perto daquilo que Jesus sonhou para nós, então vamos colocá-lo em primeiro lugar e fazer a nossa parte, crendo que os caminhos de Deus são maiores que o nosso sonho mais ousado. Somos nós os responsáveis pelo sucesso da qualidade de nossa vida todos os dias. Feliz ano novo!

“Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera”.

DEUS TEM O MELHOR PARA VOCÊ

Imagem retirada de: Feelings of girl

“Espera tu pelo Senhor; anima-te, e fortalece o teu coração; espera, pois, pelo Senhor.” Salmos 27.14

Deus é sábio o bastante para perceber o que é melhor para mim.

Nem sempre o propósito e o tempo de Deus na resposta as nossas orações correspondem á nossa percepção de como as coisas deveriam ser feitas.

Entregue há Deus seu tempo, sua mente e seu compromisso. Você Encontrará paz, alegria e realização muito além do que jamais sonhou. Você está seguro somente no centro da vontade de Deus.

Todos nós somos cheios de sonhos; Às vezes sonhamos até acordado, a ponto de esquecermo-nos de tudo. Sonhamos sem condições ou até mesmo sem esperança, pensamos e concluímos de nós mesmos que não há possibilidades para que nosso sonho  aconteça. Mas hoje quero lhe dizer algo muito especial: Entregue todos os teus sonhos, teus projetos, teus planos para o Deus e creia que se segundo a Sua perfeita vontade irá se realizar. Os sonhos que são para a glória de Deus, são segundo o coração de Deus.

Autora: Taiany M. Silva

COMO POSSO VENCER A TENDENCIA DE PREOCUPAR-ME COM O FUTURO E ADQUIRIR MAIS CONFIANÇA?


Enxergue Deus como seu Salvador e não como um estraga-prazeres.

Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, á sombra do Onipotente descansará. (Salmo 91.1)

Como você vê a Deus? Como quem quer apanhá-la em alguma falta ou salva-la?

Ás vezes, nós desenvolvemos ideias erradas a respeito de Deus. Nós o vemos como um gigante adormecido (distante e desatento); um  resmungão (arruinando um bom momento); um visitante ocasional (é bom quando Ele vem); um policial cósmico (anda por ai se lançando sobre as pessoas); ou um grande trapaceiro (mudando as regras o tempo todo).

Nenhuma dessas imagens representa Deus. Pelo contrário, podemos compará-lo a um pássaro poderoso, abrindo suas asas para nos proteger; uma muralha forte de uma cidade; ou um enviador de anjos (Salmo 91.4,11). Com um Deus assim, você não tem de temer armas, doenças, escuridão, desastres, nem animais salvagens. Ele oferece proteção. A Parte que lhe cabe é entender quem é Deus e aceitá-lo como Aquele que garante a sua segurança. 

(Josué 23.14-16)

E eis que vou hoje pelo caminho de toda a terra; e vós bem sabeis, com todo o vosso coração, e com toda a vossa alma, que nem uma só palavra falhou de todas as boas coisas que falou de vós o SENHOR vosso Deus; todas vos sobrevieram, nenhuma delas falhou.

E será que, assim como sobre vós vieram todas estas boas coisas, que o SENHOR vosso Deus vos disse, assim trará o SENHOR sobre vós todas aquelas más coisas, até vos destruir de sobre a boa terra que vos deu o SENHOR vosso Deus.

Quando transgredirdes a aliança do SENHOR vosso Deus, que vos tem ordenado, e fordes e servirdes a outros deuses, e a eles vos inclinardes, então a ira do SENHOR sobre vós se acenderá, e logo perecereis de sobre a boa terra que vos deu.

POR QUE TEMER A DEUS?


De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem. Porque Deus há de trazer a juízo toda a obra, e até tudo o que está encoberto, quer seja bom, quer seja mau. Eclesiastes 12.13-14.

Para alguns essa conclusão pode revelar uma evolução na perspectiva do escritor, ou a mão de outra pessoa a completar o pensamento. Em que podemos acreditar nesse livro? Outros dizem que essa é a conclusão lógica do exame rigoroso e franco que o Pregador fez da vida humana. Dizem que, apesar de o livro suscitar perguntas difíceis e revelar as dúvidas da vida, também tem centelhas de fé. E, realmente, essa não é a primeira vez que somos conclamados a temer a Deus. (Ainda que o pecador faça o mal cem vezes, e os dias se lhe prolonguem, contudo eu sei com certeza que bem sucede aos que temem a Deus, aos que temem diante dele. Porém o ímpio não irá bem, e ele não prolongará os seus dias, que são como a sombra; porque ele não teme diante de Deus. Eclesiastes 8.12-13). Aqui, todavia, nitidamente se prefere a fé a dúvida.

Alguns entendem que a conclusão foi escrita por um sábio que não é Pregador. Ele quis deixar claro que os escritos do Pregador -ao ensinarem a inutilidade da vida sem Deus- queriam levar ao temor em relação a Deus, o melhor caminho. E foi isso que ele quis transmitir ao filho (ou discípulo, a que os mestres chamavam filho meu).

De qualquer forma, a doutrina do AT é resumida em poucas instruções breves. O leitor é conclamado a ter um relacionamento correto com Deus (Temer a Deus), manter esse relacionamento seguindo a ler (guardar os seus mandamentos) e prever um juízo futuro inevitável (Deus há de trazer a juízo todas as obras). 

Temor a Deus é a base de uma vida vitoriosa (Silas Malafaia)

VOLTE AO PRIMEIRO AMOR!


Sem amor não pode haver Cristianismo. Sua base é o amor primeiro e belo do início de nossa fé. Um amor que jamais deve morrer, mas renovar-se a cada manha. Se você já não ama a Cristo como antes, arrependa-se desse pecado grave e evite que as conseqüências se agravem. Voltar ao primeiro amor não significa voltar a imaturidade espiritual, mas ao arder do início de nossa fé.

Lembre-se de onde caiu. Volte imediatamente ao primeiro amor. Roque ao Pai que o reconduza a sala do banquete, onde o Noivo está a nossa espera: “Levou-me a sala do banquete, e o seu estandarte em mim era o amor” (Ct 2.4)

COMO POSSO SABER QUEM É MEU AMIGO?

Como posso saber quem é meu amigo?

Em todo o tempo ama o amigo e para a hora da angústia nasce o irmão. Provérbios 17:17


Uma maneira é o teste da lealdade. O amigo genuíno nos ama nos tempos melhores e piores. Na realidade, as verdadeiras qualidades do amigos são reveladas quando passamos por circunstancias incomumente difíceis ou dolorosas.

De acordo com Provérbios, é preferível ter um ou dois companheiros íntimos e de confiança do que inúmeros conhecidos superficiais. Quem mantém relacionamentos meramente superficiais com um grande número de pessoas pode acabar-se arruinando pela falta de bons conselhos quando se fizerem realmente necessários (Quem tem muitos amigos pode chegar à ruína, mas existe amigo mais apegado que um irmão. Provérbios 18:24)

Os amigos verdadeiros também nos ferem. Estão dispostos a nos contar a dura verdade, mesmo que isso doa. Podemos confiar nos seus comentário honestos, ao passo que o inimigo só dá beijos enganosos (Melhor é a repreensão feita abertamente do que o amor oculto. Quem fere por amor mostra lealdade, mas o inimigo multiplica beijos. Provérbios 27:5-6). Acautele-se diante de alguém que não tem coragem de enfrentá-lo quando isso é necessário.

Algumas pessoas não são boas amizades – as que querem nos seduzir ao crime, por exemplo (1.10-19). Os beberrões e os glutões também estão na lista das pessoas por evitar (23.20-21). Menos perigosos, mas mesmo assim não-confiáveis, são os atraídos a nós por causa das nossas posses ou riquezas materiais. Quando nos surgem adversidades financeiras, desaparecem (19.4-7). Os mexeriqueiros também devem ser evitados totalmente e particulares separa inevitavelmente os amigos mais íntimos (16.28).

Bíblia de Estudo Vida

10 MANDAMENTOS DO NAMORO CRISTÃO


Olá pessoal, a paz do Senhor! Tudo bem? venho trazer hoje pra vocês os 10 mandamentos do namoro cristão que servem como base para quem quer ter um namoro aos princípios de Deus.

1.    Não namore por lazer: namoro não é passatempo e o cristão consciente deve encarar o namoro como uma etapa importante e básica para um relacionamento duradouro e feliz. Casamentos sólidos decorrem de namoros bem ajustados.

2. Não se prenda em um jugo desigual (II Co 6.14-18): iniciar um namoro com alguém que não tem temor a Deus e não é uma nova criatura pode resultar em um casamento equivocado. E atenção: mesmo pessoas que frequentam igrejas evangélicas podem não ser verdadeiros convertidos ou não levarem o relacionamento com Deus a sério.

3. Imponha limites no relacionamento: o namoro moderno, segundo o ponto de vista dos incrédulos, está deformado e nele intimidade sexual ou práticas que levam a uma intimidade cada vez maior são normais, mas o namoro do cristão não deve ser assim, o que nos leva ao próximo mandamento.

4. Diga não ao sexo: Deus criou o sexo para ser praticado entre duas pessoas que se amam e têm entre si um compromisso permanente. É uma bênção para ser desfrutada plenamente dentro do casamento; fora dele é impureza.

5. Promova o diálogo e a comunicação: conversar é essencial, estabeleça uma comunicação constante, franca e direta e não evite conversar sobre qualquer assunto.

6. Cultive o romantismo: a convivência a dois deve ser marcada por gentileza, cordialidade e romantismo. Isso não é cafona, nem é coisa do passado e traz brilho ao relacionamento.

7. Mantenha a dignidade e o respeito: o namoro equilibrado tem um tratamento recíproco de dignidade, respeito e valorização. O respeito é imprescindível para um compromisso respeitoso e duradouro. Desrespeito é falta de amor.

8. Pratique a fidelidade: infidelidade no namoro leva à infidelidade no casamento. Fidelidade é elemento imprescindível em qualquer tipo de relacionamento coerente à vontade de Deus, que abomina a leviandade.

9. Assuma publicamente seu relacionamento: uma pessoa madura e coerente com a vontade de Deus não precisa e nem deve lutar contra seus sentimentos ou escondê-los.

10. Forme um triângulo amoroso: namoro realmente cristão só é bom a três: o casal e Deus. Ele deve ser o centro e o objetivo do namoro.
Fonte: AMO FAMÍLIA

MEDITE


Como uma jovem disse: “irmão Paul, Deus não odeia, Deus é amor, portanto Ele não pode odiar...”. 

Não, Deus é amor e, portanto Ele deve odiar. Antes de irmos as escrituras, deixe-me dar a você uma ideia: Você ama a bebês? Eu amo! Tenho vários em minha casa, realmente amo bebês, e a coisa mais difícil em meu ministério é ficar distante dos meus bebês, não me importo se já são grandes, ainda serão os meus bebês. Se eu amo bebês, devo odiar o aborto. Você ama os judeus? Eu amo. Você deve odiar o holocausto. Você ama os afro-americanos? Você deve odiar a escravidão. Desculpe-me, não há neutralidade.

Viram? Se você ama o que é correto o que é perfeito o que é bom, há também uma animosidade e inimizade contra tudo o que contradiz este padrão. Deus ama tudo o que é certo, tudo que é verdadeiro, bom, virtuoso, mas nas escrituras nos afirma que o seu ódio é manifesto quanto à iniquidade, eu poderia ignorar isso se você prefere, poderia ficar em silêncio se você prefere, mas eu não poderia ser fiel a Deus. Deixe-me mostrar um bom texto no livro dos Salmos: (Salmos 5. 5 Os arrogantes não subsistirão diante dos teus olhos; detestas a todos os que praticam a maldade). Agora você sabe de uma maravilhosa declaração?

- “Deus ama o pecador, mas odeia o pecado.”

– Veja, este texto não é o que a escritura ensina, é outra coisa bonita que algumas pessoas ficam dizendo e que está estampado em algumas camisetas e tal, mas o que a escritura ensina não diz que o ódio de Deus é manifestado contra o ato pecaminoso, mas diz que o ódio é manifestado contra a pessoa que comete o ato pecaminoso. Não se engane o ódio de Deus não é como o nosso. Ele não é egocêntrico, egoísta, odioso, é a reação de um Deus santo contra o homem que é vil. 

De quem você está falando? De todo homem que já nasceu, filho de Adão. Você precisa entender o que você acha que a ira de Deus é? Alguma coisa impessoal que sai de traz do trono de Deus? Não. É Deus. (Paul Washer)

Se não fosse a morte de Jesus que te faz justo diante de Deus e te possibilita ter um relacionamento com Jesus, você seria um eterno INIMIGO DE DEUS ISSO É GRAÇA: FAVOR QUE NÃO MERECEMOS. Então, por que você ainda reclama?


Caroline Melo

O GALO E A CRUZ


E o que dizer de Pedro?

“Mas Pedro, respondendo, disse-lhe: Ainda que todos se escandalizem em ti, eu nunca me escandalizarei. Disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que, nesta mesma noite, antes que o galo cante, três vezes me negarás.” Mateus 26.33 e 34

O impulsivo Pedro que disse que jamais negaria Jesus, que sempre estaria ao Seu lado; quando Jesus diz tristemente que naquela noite, antes que o galo cantasse, ele O negaria três vezes. E tal como foi dito, aconteceu. Pedro negou Jesus, não uma, duas, mas sim três vezes. Na mesma noite.

Pedro andou sob as águas com Jesus, Pedro viu Jesus realizando milagres, Pedro viu Jesus cumprindo em sua vida, o que Ele prometeu: que ele seria um pescador de homens. Mas mesmo assim, Pedro negou Jesus.

Novamente julgamos Pedro pela sua atitude. Como ele pôde ter negado Jesus? Como assim? Depois de tudo?

E eu te pergunto: como você pode negar Jesus, depois de tudo?

Cada vez que você dá lugar para a sua carne, você O trai. Cada vez que te perguntam se você é crente e você mal responde, você O trai. Quando você participa de conversas que não deveria, assiste o que não deveria, faz o que sabe que é errado, você O trai. E não me venha dizer que você não sabe o que está fazendo.

Pedro sentiu medo, sentiu vergonha, mas ele teve consciência do que estava fazendo. Ele escolheu negar Jesus.

Você também, você sabe o que é certo e o que é errado, e mesmo assim, escolhe o que é errado. Por medo, por vergonha, por querer satisfazer os desejos da carne.

Agora pense na cruz. Mesmo sendo traído, sendo negado, sendo cuspido, Jesus foi até o fim. Jesus morreu por cada traidor, cada pessoa que O negou. Jesus morreu por mim e por você.

Eu sei que talvez você já esteja cansado de ouvir isso. Mas o ponto que eu quero chegar é: você se acha tão melhor do que Judas e Pedro, mas esquece que é exatamente igual a eles.

Você se lembra da última vez que negou a Jesus? Ou se acha tão santo a ponto de dizer que nunca O negou? Talvez você não O trocou  por 30 moedas de prata, mas por menos, por uma noite, por um beijo, por uma vez. Por um “pecadinho”. Jesus nunca te negou. Jesus nunca te traiu. Então, porque você o faz?

A boa notícia é que essa mesma cruz traz esperança, paz, conforto, salvação, para o coração arrependido.

Pedro se arrependeu e a Bíblia nos diz que ele chorou amargamente. Só um coração arrependido chora amargamente. E o convite de Pedro para os homens de sua época, é o mesmo convite para você no dia de hoje:

“Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor.” Atos 3.19

Autora: Patrícia Geiger - Blog Não Morda a Maçã

Por: Caroline Melo

LIÇÃO DA BORBOLETA


“Um dia, uma pequena abertura apareceu num casulo; um homem sentou e observou a borboleta por várias horas, conforme ela se esforçava para fazer com que o seu corpo passasse através daquele pequeno buraco. Então pareceu que havia parado de fazer qualquer progresso. Parecia que ela tinha ido o mais longe do que podia, e não ia conseguir ir mais. Então o homem decidiu ajudar a borboleta: ele pegou uma tesoura e cortou o restante do casulo. A borboleta saiu facilmente. Mas o seu corpo estava murcho, era pequeno e tinha as asas amassadas. O homem continuou a observá-la, porque ele esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e esticassem para serem capazes de suportar o corpo que iria se afirmar a tempo. Nada aconteceu!  Na verdade, a borboleta passou o resto de sua vida rastejando com um corpo murcho e asas encolhidas. O que o homem, em sua gentileza e vontade de ajudar não compreendia, era que o casulo apertado e o esforço necessário á borboleta para passar através da pequena abertura era o modo pelo qual Deus fazia com que o fluido do corpo da borboleta fosse para as suas asas, de forma que ela estaria pronta para voar uma vez que estivesse livre do casulo.  Algumas vezes, o esforço é justamente o que precisamos em nossa vida. Se Deus nos permitisse passar através de nossas vidas sem quaisquer obstáculos, ele nos deixaria aleijados  Nós não iríamos ser tão fortes como poderíamos ter sido. Nós nunca poderíamos voar. Viva sem medo; enfrente todos os obstáculos e mostre que você pode superá-los."

·         Eu pedi forças - e Deus deu-me dificuldades para fazer-me forte.
·         Eu pedi sabedoria - e Deus deu-me problemas para resolver.
·         Eu pedi prosperidade - e Deus deu-me cérebro e músculos para trabalhar. 
·         Eu pedi coragem - e Deus deu-me obstáculos para suportar.
·         Eu pedi favores - e Deus deu-me oportunidades.
·         Eu pedi amor - e Deus deu-me pessoas com problemas para ajudar.
·         Eu não recebi nada do que pedi - mas eu recebi tudo o que precisava.

VIGIAIS, POIS NÃO SABEIS O DIA E NEM A HORA

 “Jesus terminou dizendo: Portanto, fiquem vigiando porque vocês não sabem qual será o dia e à hora”. Mateus 25.13 

Foto: Mateus 25;13 Jesus terminou dizendo: - Portanto, fiquem vigiando porque vocês não sabem qual será o dia e a hora. 

De qual dia esta falando Jesus? De qual hora? 
Na parábola das dez moças, Jesus nos relata um tema atualíssimo. 
Nesta parábola dez moças estavam a espera de um noivo, cada uma delas com uma lamparina em suas mãos, cinco delas eram ajuizadas e levaram consigo óleo para as suas lamparinas, porém as cinco desajuizadas não levaram,mas foram também ao encontro do noivo. Dando a certa hora, e vendo que o noivo demorava, pegaram no sono todas as dez moças. Á meia noite, ouviu-se um grito dizendo: O noivo está chegando! Venham se encontrar com ele! Então, as dez moças acordaram, e acenderam suas lamparinas, mas as moças sem juízo não ascenderam-nas pois não tinham levado o óleo, e disseram as ajuizadas: Deem-nos um pouco de seu óleo para que ascendamos as nossas lamparinas também. Porém lhes responderam: Não, pois o óleo que temos é suficiente para nós, se dermos a vocês ficaremos também sem, então é bom que vocês vão à comprar óleo para vocês. E partiram elas à comprar óleo, foram com pressa. Mas aconteceu, que quando estavam fora o noivo chegou, e as cinco moças que estavam com suas lamparinas prontas entraram com ele para a festa do casamento e a porta foi trancada. Mas tarde as outras chegaram e começaram a gritar: " Senhor, senhor, nos deixe entrar. " E o noivo respondeu dizendo: Eu afirmo a vocês, que eu não sei quem vocês são. 

Observamos neste pequeno texto um tema de completa atualidade e realidade no nossos dia-dia. Observe que, as noivas somos nós, as lamparinas são a nossa fé, o óleo é a palavra de Deus, e o noivo o nosso Senhor Jesus Cristo. 
Temos então que escolher se vamos ser noivas ajuizadas ou não, se vamos ascender a nossa fé o tempo todo para que quando o Senhor Jesus vier, estejamos prontos o esperando com prudência e cumprindo os seus mandamentos, e assim pegaremos a sua mão e entraremos com ele no reino do céu. Porém, se não estivermos firmes na palavra, nem ascendendo a nossa fé, e nem cumprindo os seus mandamentos, acontecerá conosco o mesmo que com as moças sem juízo, ficaremos de fora do reino do céu. 
A alerta que o texto nos trás é: Pode ser hoje, amanhã, ou até mesmo daqui anos, mas esteja preparado, pois em cima da hora não vai dar tempo para comprar o seu óleo. 


Alexandre A. Cardoso.

De qual dia esta falando Jesus? De qual hora? Na parábola das dez moças, Jesus nos relata um tema atualíssimo. Nesta parábola dez moças estavam à espera de um noivo, cada uma delas com uma lamparina em suas mãos, cinco delas eram ajuizadas e levaram consigo óleo para as suas lamparinas, porém as cinco desajuizadas não levaram,mas foram também ao encontro do noivo. Dando á certa hora, e vendo que o noivo demorava, pegaram no sono todas as dez moças. Á meia noite, ouviu-se um grito dizendo: O noivo está chegando! Venham se encontrar com ele! Então, as dez moças acordaram, e acenderam suas lamparinas, mas as moças sem juízo não ascenderam-nas pois não tinham levado o óleo, e disseram as ajuizadas: Deem-nos um pouco de seu óleo para que ascendamos as nossas lamparinas também. Porém lhes responderam: Não, pois o óleo que temos é suficiente para nós, se dermos a vocês ficaremos também sem, então é bom que vocês vão a comprar óleo para vocês. E partiram elas a comprar óleo, foram com pressa. Mas aconteceu, que quando estavam fora o noivo chegou, e as cinco moças que estavam com suas lamparinas prontas entraram com ele para a festa do casamento e a porta foi trancada. Mas tarde as outras chegaram e começaram a gritar: “Senhor, senhor, nos deixe entrar”. E o noivo respondeu dizendo: Eu afirmo a vocês, que eu não sei quem vocês são. 

Observamos neste pequeno texto um tema de completa atualidade e realidade no nosso dia-dia. Observe que, as noivas somos nós, as lamparinas são a nossa fé, o óleo é a palavra de Deus, e o noivo o nosso Senhor Jesus Cristo. Temos então que escolher se vamos ser noivas ajuizadas ou não, se vamos ascender a nossa fé o tempo todo para que quando o Senhor Jesus vier, estejamos prontos o esperando com prudência e cumprindo os seus mandamentos, e assim pegaremos a sua mão e entraremos com ele no reino do céu. Porém, se não estivermos firmes na palavra, nem ascendendo a nossa fé, e nem cumprindo os seus mandamentos, acontecerá conosco o mesmo que com as moças sem juízo, ficaremos de fora do reino do céu.

A alerta que o texto nos trás é: Pode ser hoje, amanhã, ou até mesmo daqui anos, mas esteja preparado, pois em cima da hora não vai dar tempo para comprar o seu óleo. 

Autor: Alexandre Augusto Cardoso

ROMANCE A MANEIRA DE DEUS

SER SÁBIO


Ser sábio é aprender a usar cada dor como uma oportunidade para aprender lições, cada erro como uma ocasião para corrigir rotas, cada fracasso como uma chance para ter mais coragem. Nas vitórias os sábios são amantes da alegria; nas derrotas, são amigos da reflexão. - Augusto Cury

O ROUBO!


Vai, ó preguiçoso, ter com a formiga, observa seu proceder e torna-te sábio: ela não tem chefe, nem inspetor, nem mestre; prepara no verão sua provisão, apanha no tempo da ceifa sua comida. Até quando, ó preguiçoso, dormirás? Quando te levantarás de teu sono? Um pouco para dormir, outro pouco para dormitar, outro pouco para cruzar as mãos no seu leito, e a indigência virá sobre ti como um ladrão; a pobreza, como um homem armado. (Provérbios 6. 6 - 11)

A formiga! 

To mastigando esse texto desde segunda, e algo não me sai da cabeça: a formiga busca o que ela precisa sem ninguém mandar, sem ter um exemplo para imitar! A formiga busca para si mesma o alimento, e dessa forma busca para os outros, pois a partilha é o que mantêm a comunidade (grupo) vivo nos dias difíceis (como no inverno). A formiga, não tem chefe, nem inspetor, mas sabe que sua busca é necessária para sua sobrevivência.

O preguiçoso! 

O preguiçoso, precisa de chefe pra mandar e para aborrecer e ser aborrecido. O preguiçoso sabe o que ele tem que buscar, como e quando, que nem a formiga, mas não busca. Ele deixa sempre pra depois, dormir mais um pouco, se indispor é o que ele faz. Nisto, permanece indigno (1. Co.17:12-33) comendo e bebendo para sua própria morte, pois não busca. Não busca por sua necessidade, nem pela necessidade de outro! Não busca por si, pois "está vivo", não ama a si mesmo e nem ao outro (o próximo), pois não busca pra si, e se buscou não partilha o que buscou com os demais em tempos difíceis. 

Conclusão!

Não buscando para si, a indigência virá como um ladrão e a pobreza como um homem armado. É um assalto! Toda vez que nos colocamos como preguiçosos, damos legalidade para que a necessidade e a pobreza entrem em nossas vidas. Plantamos o que colhemos, e se não plantamos consumimos o que temos e dividimos o que temos, nisto nos deixamos ser roubados, assolados e negligenciados.  Assim abrimos mão das riquezas espirituais que Deus pode nos dar. Mais que isso, deixamos que estas sejam roubadas. Tanto as espirituais quanto as materiais.

Deus vos abençoe!

(Claiane Lamperth)

AVISO DE ALERTA


Interrompemos a programação para avisar que Jesus está voltando. Obrigado. 

Autor: Bruno Ribeiro