Slider Automático

O QUE O VALE PODE NOS ENSINAR?

Fonte da imagem: http://www.tecnologiaefloresta.com.br

BREGANTIN, Paulo

Disponível em: http://horoscopovirtual.uol.com.br/artigos/expressao-passar-pelo-valeAcesso em: 10/10/2016. 

Hoje, fui levado a pensar sobre uma situação interessante: O que o vale pode nos ensinar?

O Vale quando olhamos no dicionário tem um significado muito peculiar, pois é descrito como uma “depressão” alongada entre duas montanhas, ou um “acidente” geográfico cujo o tamanho pode variar entre alguns quilômetros quadrados ou centenas de milhares de quilômetros quadrados ou um alongamento cavado por um rio ou geleira. 

O início de cada descrição da palavra “vale” me chamou muito atenção, pois elas começam com: depressão, alongamento e acidente, ou seja, é um problema que acometeu uma parte geográfica de um terreno que deveria ser normal. Porém, esse mesmo vale tem outras características que me interessou, pois, o vale está sempre entre montanhas, rios, geleiras, plantas e árvores. 

Ao mesmo tempo que o vale é um local cheio de problema é também onde existe o melhor das vegetações. Podemos então de forma analógica fazer um estudo sobre a vida levando em consideração o vale, ou seja, estamos muitas vezes vivendo um processo de depressão onde não entendemos muito bem o que está acontecendo e porque está acontecendo. Esse período pode ser “alongado”, pois em tempo de depressão o tempo parece não andar e cada minuto é, sem dúvida, um momento de dor e falta de entendimento de si mesmo e dos que estão em volta, parece mesmo que sofremos um “acidente” de percurso, pois não estávamos preparados para enfrentar a vivência em um vale, até porque fomos criados para viver em picos e montanhas (em cima e sobre todas as coisas), mas não existe montanhas e picos sem os vales. 

Da mesma forma onde existe a depressão, alongamento e acidente é no vale onde encontramos as melhores possibilidades, pois é do vale que podemos alcançar as montanhas, nos refrigerar nos rios que estão cortando o vale, comer dos frutos das plantas e árvores que estão plantadas no vale, conhecer o frio (que significa limite), sim, no frio entendemos nossos limites.

Estar no vale então significa que as verdadeiras possibilidades estão acontecendo em nossa volta. Viver um tempo no vale significa aprendizado, autoconhecimento e auto entendimento, é na realidade a forma que a vida nos oferece para sermos normais e frutíferos. 

Quando perceber que está passando pelo vale de agora em diante acredite é o melhor lugar para se estar.

Creio que para ver as montanhas é fundamental conhecer os vales.

SAIBA OUVIR

Fonte da imagem: http://www.cursoacesso.com.br

“Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.” (Tiago 1.19).

“O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força, pois na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria.” (Eclesiastes 9.10).

“Vocês nem sabem o que acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa.” (Tiago 4.14).

“Habite ricamente em vocês a palavra de Cristo; ensinem e aconselhem-se uns aos outros com toda a sabedoria e cantem salmos, hinos e cânticos espirituais com gratidão a Deus em seu coração.” (Colossenses 3.16).

“Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens, sabendo que receberão do Senhor a recompensa da herança. É a Cristo, o Senhor, que vocês estão servindo.” (Colossenses 3.23-24).

“Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós, a ele seja a glória na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre! Amém!” (Efésios 3.20-21).

Somos tão bons para falar de nós, sobre o que pensamos, nossas opiniões, nossos desejos, nossas necessidades, nossas ideias e visões.

Mas será que sabemos ouvir o que o outro tem a nos dizer?

Ou será que tão fixos em nós mesmos não conseguimos enxergar e ouvir o que o outro diz?!

Podemos dizer coisas importantes sem pronunciar uma palavra se quer. Pode ser através de um olhar, de um gesto ou de qualquer expressão corporal.

As pessoas se expressam o tempo todo diante de estímulos, e muitas vezes não enxergamos o que elas dizem de tão fixados em nós.

Precisamos buscar sabedoria e humildade para ouvir quem está ao nosso lado.

Deus abençoe!

CUIDADO COM O DINHEIRO MAL ADQUIRIDO

Fonte da imagem: outrarenda.com

“Os tesouros da impiedade de nada aproveitam, mas a justiça livra da morte.” (Provérbios 10.3).

Estamos vivendo uma crise sem precedentes em nossa sociedade. A crise que mais nos assola é a de integridade.

Os valores morais estão sendo tripudiados.

A lei do levar vantagem em tudo parece governar nossa gente.

Políticos inescrupulosos vendem a alma da nação para serem eleitos.

Esquemas de corrupção escondem quadrilhas de colarinho branco, que trafegam pelos corredores do poder amealhando os tesouros da impiedade. 

As riquezas que deveriam socorrer os aflitos e levantar as colunas de uma sociedade justa são desviadas para contas bancárias de grã-finos que fazem as leis, delas escarnecem e no final escapam do tribunal humano.

Aqueles, porém, que acumulam os tesouros da impiedade, vivem no fausto e no luxo e ajuntam para si riquezas mal adquiridas verão que seus bens serão combustíveis para a própria destruição.

A riqueza injusta produz morte, mas a justiça livra da morte.

É melhor ser um pobre íntegro do que um rico desonesto.

É melhor comer um prato de hortaliças onde há paz do que viver na cada dos banquetes com a alma atribulada.

É melhor ser um pobre rico do que um rico pobre.

LOPES, Hernandes Dias. Gotas de sabedoria para a alma. Editora Hagnos. São Paulo, 2011. Página 10.

IDENTIDADE

Fonte da imagem: http://www.mdig.com.br/

“Para quem acredita em Jesus, ter noção da sua identidade em Cristo é das coisas mais essenciais da vida. Isto porque quando sabemos quem nós somos, tudo muda.

Algumas pessoas ficam desanimadas porque acreditam que aquilo que fazemos é que determina quem nós somos. Por esse motivo, quando falham ou pecam, ficam muito tristes. Mas não é o que fazemos que define a nossa identidade; pelo contrário, a nossa identidade é que deve determinar e guiar aquilo que fazemos.

Desta forma, mesmo quando falhamos, devemos pedir perdão e olhar para Cristo com confiança, porque graças ao Seu sacrifício nós fomos resgatados e restaurados. Por isso, estamos seguros da nossa identidade: nós somos filhos de Deus!”.



“Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.” (1 Pedro 2.9).

“Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.” (Gênesis 1.27).

“Antes de formá-lo no ventre eu o escolhi; antes de você nascer, eu o separei e o designei profeta às nações.” (Jeremias 1.5).

“Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus”. (João 1.12).

“Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo.” (1 Coríntios 12.27).

“Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas!” (2 Coríntios 5.17).

“Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma.” (João 15.5).

“Já não os chamo servos, porque o servo não sabe o que o seu senhor faz. Em vez disso, eu os tenho chamado amigos, porque tudo o que ouvi de meu Pai eu tornei conhecido a vocês.” (João 15.15).

“Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Pois vocês não receberam um espírito que os escravize para novamente temerem, mas receberam o Espírito que os torna filhos por adoção, por meio do qual clamamos: "Aba, Pai".” (Romanos 8.14-15).

“Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de vocês mesmos? Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo.” (1 Coríntios 6.19-20).

“Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos, a serem renovados no modo de pensar e a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade.” (Efésios 4.22-24).

“Vejam como é grande o amor que o Pai nos concedeu: sermos chamados filhos de Deus, o que de fato somos! Por isso o mundo não nos conhece, porque não o conheceu. Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que havemos de ser, mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, pois o veremos como ele é. Todo aquele que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, assim como ele é puro.” (1 João 3.1-3).

QUEM É VOCÊ?

Fonte da imagem: http://jaianbahia.com/blog

Versículos bíblicos sobre Identidade - clique aqui!

Nos deparamos com essa pergunta em várias ocasiões do nosso dia a dia, seja em uma entrevista de emprego, ao conhecer uma nova pessoa, etc..

Qual é a sua resposta? Quem é você?

Muitos de nós respondemos com o que trabalhamos, com o que estudamos, com nossas qualidades, status sociais, estabilidade financeira, etc..

Sim, isso faz parte de nós.

Mas eu andei refletindo sobre essa pergunta e quero ir um pouco mais profundo...

Quem realmente somos, além de um representação social?

O que sentimos, o que pensamos, o que se passa em nosso coração, o que nos deixa triste, o que nos deixa feliz, o que almejamos? Quem somos?

Quantas vezes, eu me deparei com essa pergunta a respeito de minha família...

- “Quem é sua família?” “Quem são seus pais?” “Quem são seus irmãos?”.  

E, o que eu sabia responder é com o que cada um trabalha (o que para mim era um orgulho por serem todos militares) e suas vantagens sociais.

Então pensei, meus pais e irmãos são muito mais do que sua profissão, eles são pessoas que possuem uma alma, uma história de vida, possuem sonhos, desfeitos, virtudes.

Eles são muito mais do que uma aparência, eles fazem parte da minha vida, do meu desenvolvimento como pessoa, da minha história.

Muitas vezes não sabemos escutar o que as pessoas com quem convivemos diariamente têm a nos dizer, escutamos somente nós mesmos e, se quer sabemos os mínimos detalhes da pessoa.

Muitas vezes não dedicamos tempo para ouvir as histórias, os medos, os sonhos, as dores e alegrias que o outro tem guardado dentro de si. 

Muitas vezes exigimos que o outro nos escute, impomos as nossas necessidades, as nossas vontades sobre os outros e não pensamos que ela também apresenta desejos e necessidades.

Não devemos sair por aí contando a nossa vida para as pessoas que perguntam quem somos ou quem é sua família, sua esposa (o), seu filho, etc..

Meu único objetivo aqui é fazer-nos refletir sobre quem, de fato, somos.

Somos muito mais do que meras palavras, somos pessoas, somos amados por Deus. Temos uma história, temos uma vida.

Conheça a si mesmo, conheça as pessoas a sua volta, conheça a sua família, os seus filhos, o seu marido e esposa.

Abra espaço para um diálogo saudável e amoroso, saiba ouvir, saiba falar, saiba respeitar o outro.

Busque sabedoria para obter boas relações, boas convivências, boas atitudes e comportamentos.

Ademais, quem é Deus para você? O todo poderosos, Rei dos reis, Senhor dos senhores... 

Glórias a Deus por essa resposta, mas Deus quer ser muito mais do que isso na sua vida, Ele quer ser seu amigo íntimo, quer ter intimidade contigo.

Deus abençoe! 

ANSIEDADE

Fonte da imagem: http://virgula.uol.com.br/saude

“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.” (Salmos 46.1).

“Lancem sobre ele toda a sua ansiedade, porque ele tem cuidado de vocês.” (1 Pedro 5.7).

“Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.” (Isaías 41.10).

“Haverá mãe que possa esquecer seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa esquecê-lo, eu não me esquecerei de você!” (Isaías 49.15).

“Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.” (Filipenses 4.6).

“Nos muitos cuidados que dentro de mim se multiplicam, as tuas consolações me alegram a alma. Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação! É ele que nos conforta em toda a nossa tribulação, para podermos consolar os que estiverem em qualquer angústia, com a consolação com que nós mesmos somos contemplados por Deus.” (Salmo 94.19; 2 Coríntios 1.3-4).

Vivemos tempos em que a ansiedade tem feito parte da nossa vida, dos nossos dias. São tantas responsabilidades, tantos afazeres, tantas decisões importantes que, parece que não daremos conta, ademais o tempo parece escasso para tantas coisas. São tantas preocupações...

É muito difícil falar para você se acalmar, para você confiar em Deus quando estamos vivendo tempos difíceis, onde parece não haver mais esperança.

Mas, em tempos assim, não adianta se desesperar. Devemos entregar nas mãos do todo Poderoso, daquele que tudo pode. Precisamos fazer a nossa parte e acreditar que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus e que em tudo há um propósito maior.

Deus não nos abandona, Ele não nos deixa só, mas ao nosso lado Ele está em momentos tão difíceis.

“Deus cuida de nós em todo tempo. Deus nos ama e se preocupa conosco. Nossas vidas estão aos cuidados de Deus. O cuidado de Deus é perfeito, ele nunca nos abandona.” (https://www.bibliaon.com/cuidado/).

“O Senhor é o meu pastor; de nada terei falta.” (Salmos 231).

Deus te abençoe!

QUANDO AS FOLHAS CAÍREM

Fonte da imagem: www. michelteixeira.com.br

“Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?” (Mateus 6.25.26).

“Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus.” (Romanos 8.28a).

“Nenhuma folha cai se não for da permissão de Deus”.

Outono... Tempo em que as lindas flores, as verdes folhas começam a cair das árvores, começam a se soltar de seus galhos, começam a voar pelo espaço em que cresceram.

Vivemos momentos assim, momentos em que tudo parece se desfazer, que tudo parece se acabar, que as nossas flores e folhas caem e voam.

Vivemos momentos em que parece ser o fim, não parece haver esperança... Parece que esses momentos levam as nossas forças e a nossa essência.

Como seres humanos, estamos sujeitos a estes momentos.

Porém, por mais que as coisas não pareçam fazer sentido, que nada pode ser compreendido neste momento, precisamos nos lembrar que uma folha não cai de sua árvore sem a permissão de Deus, que em tudo Ele tem um propósito maior e que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus.

Além disso, se Ele cuida até dos lírios do vale, quanto mais de nós!?

Eu entendo que, em muitas situações não conseguimos enxergar o agir de Deus e que nos perguntamos o porquê dessas coisas estarem acontecendo, mas eu creio que são fases, que todos nós passamos, assim como as estações do ano.

Ademais, eu acredito que todos os momentos difíceis são oportunidades e preparação para conquistarmos a nossa missão.

Em momentos assim, não perca a esperança e creia que mesmo em silêncio, Deus está te vendo e está cuidando de você.

Faça sua parte e confie em Deus, descanse no Senhor, pois Ele sabe o que é melhor para nós e enxerga o futuro, onde não podemos enxergar.

Que Deus te abençoe!